sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

O Retrato


Observando....

Faço reavivar mortas lembranças,

Respirando o cheiro do passado

Guardado em um simples retrato.

Como um tambor,

Doces recordações

Ficam a ressoar em meu pensamento.

Mantenho-me em silencio

Para ouvir melhor

O que já vive,

Mas que em cárcere,

Habitava minha memória

E agora se liberta,

Brotando um funeral dentro do meu ser

Sinto que tudo morreu,

Mas está imortalizado num pedaço de papel.

Não consigo desviar meu olhar,

Não consigo deixar de reviver

Aqueles bons momentos.

Então....

Continuo bebendo as lembranças

E embriago o meu peito

Com aquilo que chamam de saudades!!

By – Juliana Bizarria